PRAGANA POR PRAGANA – Grande artista e seu expressionismo figurativo.

postado em: Sala | 0
FacebookWhatsAppTwitterGoogle+

CARLOS PRAGANA, um mundo de cores e formatos!  Foto: Leo Motta

Aos 64 anos, o artista plástico, Carlos Pragana é um pintor cheio de personalidade.Sua obra tem vida, tem poesia, viaja entre o abstrato e o expressionista figurativo. O trabalho de Pragana não passa jamais despercebido, belo, de tons fortes, sabe misturar as cores de maneira harmoniosa e competente. Auto didata, exímio colorista, sempre disposto à mudar,assim apareceu a “Colagem Impressa” que de acordo com ele surgiu à partir do uso contínuo do Instagram, as pessoas viam as colagens, gostavam e depois queriam adquirir aquele tipo de trabalho.

12294685_862721113854729_8626370037217464969_n

As cores são vibrantes e nos causam admiração a cada quadro!

12924595_862721123854728_935020429357125541_n

Foto intagram Pragana


Colagem impressa

florense04

Sou um artista intuitivo e completamente autodidata, o papel hoje representa um lado fundamental do meu trabalho, gosto do que encontro nele.

Como sou um ser inquieto e minha vida penso que é curta para todas as idéias que me vem a cabeça, tenho um apetite voraz por novas experiências.

Comecei fazendo colagens, fui evoluindo e experimentando e para mim tudo se tornou novo, mas não estou descobrindo nada que os outros não tenham feito, dei o nome de colagem impressa para explicar as pessoas o que estava fazendo, uma colagem digitalizada em papéis de excelente qualidade para dar uma longevidade que no papel normal não teria.

Me comparo como um reciclador que usa o que já existe para contar uma nova história, mas o que a tornará melhor ou pior é como nós contamos. Acredito que há vida aí dentro.

 

Pragana
Março de 2015.

12299037_541293332713638_234211578_n

 

Pragana por Pragana

Foi com a lembrança de quando minha avó colocava os netos para cortar jornal a fim de fazer bandeirinhas para a procissão do Natal que essa exposição surgiu. Tantos anos depois, eu quis então provar para mim que podia, por um momento, abandonar o pincel para poder “pintar com as mãos”.

Sempre soube que queria ser artista. Desenvolvi o talento para pintar desde pequeno. Quando criança, desenhava em tudo que via. Principalmente pelos cantos da casa-grande do Engenho Buriti, nas férias, em Palmares. Ainda hoje essa lembrança continua a me inspirar, como o que era guardado nos armários do engenho, que, na visão de uma criança, eram enormes, com muitas caixas, bibelôs, livros… Tudo me encantava; era como um grande castelo com o cheiro típico da mistura dos guardados com o jasmim do terraço.

De alguma forma isso veio à tona nessa Desconstrução. Em 2010, quando dei o nome à exposição, os mistérios e encantamentos dessas lembranças permaneciam fortes na minha mente, mas eu não sabia em qual caixa de guardados os havia colocado. Foi, portanto, uma verdadeira desconstrução o início desse trabalho.
O artista deseja levantar as sobrancelhas das pessoas, isso é o que vale na arte. Quando essa caixa começou a abrir, foi aparecendo algo novo em minha obra, algo ainda sem forma. Movido pela emoção, motor de toda arte, fui colocando tudo para fora. A caixa foi aparecendo. Espero que emocione as pessoas.

PRAGANA
Junho de 2012

pragana

12599124_594357894036155_213717339_n

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Os quadros deste grande artista embelezam qualquer decoração!

Abaixo um ambiente super moderno e elegante, as Poltrona Charles Eames arrematam o belo quadro de Pragana.

10399877_862721080521399_2810957966600172623_n
Foto instagram Pragana

 

BIOGRAFIA

Nasceu no Recife, em 1952, onde vive e trabalha.
Autodidata, iniciou formalmente nas artes plásticas em 1999.

Mostras individuais

2013 – Aglutinar – Arte Plural Galeria – Recife.
2012 – Desconstrução – Centro Cultural dos Correios – Recife.
2010 – Primeira Mostra Artefacto (Artista homenageado) – Recife.
2009 – O homem e sua sombra – Museu do Estado de Pernambuco – Recife.
2003 – Galeria de Arte Segundo Jardim – Recife.
2001 – Pragana – Museu do Estado de Pernambuco – Recife.
1999 – Iphan – Museu da Abolição – Recife.

Mostras coletivas

2013 – Os 5 – Galeria Ranulpho – Recife.
2013 – Coletiva de junho – Espaço Brennand.
2011 – Ano 11 – Galeria Mariana Moura – Recife.
2010 – Coletiva de junho – Espaço Brennand.
2009 – Coletiva inaugural Galeria Ufici.
2005 – Recife 468 anos – Galeria Ranulpho.
2003 – Artes Plásticas Itinerantes.

12919720_862721150521392_795321351141802625_n
Pragana para Fiat. foto instagram artista.

 

1935211_862721160521391_2430947727437036097_n
Projeto by Diogo Viana.

 

FacebookWhatsAppTwitterGoogle+

Deixe uma resposta